fbpx

Existe uma palavra na tua vida pessoal ou mesmo vida profissional e/ ou organizacional que é: PROBLEMA.

Mas afinal, o que é um problema?

Será que podemos dizer que um problema é sempre que estou impedido de atingir um determinado desejo ou mesmo objetivo? O que te parece?

Partindo deste princípio, podemos substituir a palavra problema por “desafio” ou mesmo por “situação”, mas, o que sucede é que o acontecimento/ evento continua a existir, apenas lhe estamos a retirar a carga emocional. No entanto, continuamos sem encontrar a solução que é efetivamente o que pretendemos, certo?

Robert Dilts, em 1987, desenvolveu o modelo SCORE. O objetivo deste modelo é desmembrar/ quebrar o problema em partes menores, o que vai facilitar a descoberta das causas do problema e de que forma nos estão a afetar. Sabemos que muitos dos sintomas são emocionais e, como este modelo nos vai permitir entender o papel das emoções no problema, vai ajudar-nos a compreender aquilo que mais precisamos.

A partir da descoberta das causas e dos sintomas, já estamos mais preparados para encontrar os recursos que nos vão levar a sair do estado em que nos encontramos (problemático), passando para o estado desejado que nos vai levar à resolução/ solução.

A ferramenta fundamental utilizada neste modelo é a pergunta, a pergunta direcionada e poderosa, que nos vai levar a encontrar os recursos e a energia necessários, que nos vão permitir encontrar uma estratégia para atingirmos o nosso objetivo ou estado desejado.

Vamos assim decompor o modelo SCORE, utilizando apenas uma pergunta para cada situação:

Sintomas

Como o problema te afeta, como te sentes e como ele te perturba emocionalmente.

  “De que forma é que a situação que eu quero resolver me está a perturbar?”

Causas

São as situações ou condições que geraram o problema que podem estar no passado ou no presente.

  “Qual era a situação e como começou?”

Objetivo

É o resultado que gostaria, como a situação deveria estar com o problema solucionado de forma satisfatória e onde quero chegar.

“Se pudesses resolver o problema agora como é que fazias?”

Recursos

São as habilidades, capacidades ou competências para lidar com o problema.

“Já tiveste algum problema semelhante? Se sim, o que fizeste?”

Efeito

As consequências de se solucionar o problema, ou seja, imaginar no futuro o problema resolvido.

“O que te vai acontecer com este problema resolvido?”

Este modelo, quando bem interiorizado e com um bom acompanhamento, vai ajudar-te em qualquer situação mais problemática da tua vida, a encontrares uma solução, de forma mais elegante e sustentável.

Se sentires dificuldades na interpretação ou utilização deste modelo, lembra-te que estamos cá para te ajudar a chegar ainda mais longe.