fbpx

O excesso de velocidade é uma das principais causas de sinistralidade rodoviária em Portugal, com um registo de 60,2% para este tipo de infração (dados do relatório da ANSR – Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, entre janeiro e outubro de 2021).

As razões que levam os condutores a circularem em excesso de velocidade podem estar relacionadas com várias situações:

  • Comportamento do condutor
  • Distração
  • Consumo de álcool e droga
  • Falar ao telemóvel
  • Adaptação da velocidade em condições atmosféricas adversas

O excesso de velocidade aumenta o tempo necessário para uma travagem eficaz, eleva a probabilidade do condutor perder o controlo do veículo e vai diminui a capacidade do condutor se antecipar a possíveis perigos.

O campo de visão diminui à medida que a velocidade aumenta, baixando consequentemente a capacidade de perceção.

Os artigos 145.º e 146.º do Código da Estrada descrevem as diferentes contraordenações, de acordo com o excesso de velocidade para o limite legalmente imposto, às quais corresponde a perda de 2 pontos no caso de contraordenações graves e, de 4 pontos no caso de contraordenações muito graves.